Cavalos e Charretes

Lápide
(com tema de Virgílio, o Latino, e de Lino Pedra-Azul, o Sertanejo)

Quando eu morrer, não soltem meu Cavalo
nas pedras do meu Pasto incendiado:
fustiguem-lhe seu Dorso alardeado,
com a Espora de ouro, até matá-lo.

Um dos meus filhos deve cavalgá-lo
numa Sela de couro esverdeado,
que arraste pelo Chão pedroso e pardo
chapas de Cobre, sinos e badalos.

Assim, com o Raio e o cobre percutido,
tropel de cascos, sangue do Castanho,
talvez se finja o som de Ouro fundido

que, em vão – Sangue insensato e vagabundo —
tentei forjar, no meu Cantar estranho,
à tez da minha Fera e ao Sol do Mundo!

Ariano Suassuna

Lembrei-me, por obra e graça do nosso colega do blog ChronosFeR, de algumas fotografias que tirei em 2014, em um evento realizado em Porto Salvo, concelho de Oeiras, Portugal. Foi a festa do cavalo. Entre outros tantos eventos, uma competição de charretes, com “obstáculos”, contra o relógio.

Foi um dia feliz, quente e soalheiro.

Deixo aqui, para vocês, um pequeno registro do mesmo e, desde já, peço desculpas pela qualidade das imagens, mas o gajo atrás da câmera (muá), mal sabe onde fica o botão para disparar, ou capturar (se for mais do vosso agrado)…

Que a poesia do saudoso Suassuna possa remediar o que não tem mais remédio…

IMG_1965

IMG_2007

IMG_2032

IMG_2086

IMG_2098_01

IMG_2104

IMG_2139

IMG_2173

IMG_2182

IMG_2231

Espero que tenham gostado.
Abraços!

P.S. Fernando, o meu registro vem sem trilha sonora…

12 comentários em “Cavalos e Charretes

  1. Nunca havia visto uma competição de charretes, parece até que é radical. Algumas dessas fotos foram tiradas em momentos muito bons, capturam expressões que passam despercebidas, em questão de milésimos. Apenas uma observação: o cara da 8° foto tá parecendo o Borat, do filme. 😂

    Curtido por 1 pessoa

    1. Huahuahua Eu nunca vi o filme, apesar de ter visto o trailer lol. Isso das fotos é porque eu tirei praí umas 1000 naquele dia 😂 Agora sou menos “point and shoot” é trabalho mais as fotografias, mas ainda tenho muito que aprender. A competição foi muito fixe e havia momentos em que sabias que as charretes iam tombar, mas não tombavam. Daí ter uma pessoa atrás, para garantir o equilíbrio 🙂

      Curtido por 1 pessoa

      1. Para ser sincero… tente ver os vídeos dele ( a pessoa dele) no Youtube, antes mesmo de conhecer suas obras – Depois assista o filme: O Auto da Compadecida. Muito bom. E o livro ( óbvio) do mesmo título. Creio que você irá gostar. 🙂

        Curtido por 1 pessoa

      2. Opa! Vou procurar. Já assisti alguma coisa dele, mas já faz bastante tempo. O filme eu já vi, mas gostava de ler o livro. A ver se acho por aqui o livro 🙂 Valeu!

        Curtido por 1 pessoa

  2. Algumas vivências, Jauch, são definitivas em nossa vida. A minha tem relação direta com o cavalo de corrida eis que meu pai foi cavalariço, jóquei e treinador por ofício e, sobretudo, amor. Não fiquei indiferente embora meu caminho tenha sido outro. Porém, vivi muito o universo que é um hipódromo. Fico apenas triste quando muitos pensam que ali dentro a vida se resume ao jogo. Por óbvio, há jogo é dele as vidas que fazem o hipódromo viver, mas essa é outra história. Estou mesmo sensibilizado com teu post, e junto vários páreos de lembranças disputam meu coração agora. O post está magnífico, as fotografias extraordinárias, e a poesia de mestre Ariano comove. A música vem desse correr que tua sensibilidade capturou de libertou para nós. Muito obrigado, meu amigo. Um grande abraço.

    Curtido por 2 pessoas

    1. Certamente, Fernando. Principalmente se essas vivências estão entrelaçadas à presença de nossos pais. Espero que as recordações sejam boas e aqueçam. Obrigado pela visita a este post que foi inspirado na tua vivência. Abraços!

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s