Prêmios #3

Nos últimos 3 meses eu fui indicado a alguns prêmios. Para quem não sabe o que são estes tais “prêmios”, basta dizer que são blogs indicando outros blogs que gostam e que acham que merecem ser visitados. Serve como publicidade para os blogs indicados, bem como para o que indica. E é sempre possível encontrar blogs que ficamos com vontade de acompanhar.

Acontece que muitas vezes as indicações, para os mesmos prêmios, vão se somando. Quantos mais blogeiros te acompanham, maiores as chances de se ser indicado a um destes prêmios. E pode não ser fácil dar conta do recado.

Eu não estou assim tão em cima da onda, mas nos últimos 2-3 meses acumulei algumas indicações. Finalmente consegui energia para retribuir a gentileza, algo que eu acho muito importante.

Todos os prêmios pedem que nós indiquemos outros blogs. Eu farei isso. Mas deixo desde já avisado que ninguém é obrigado a participar da brincadeira e não vou ficar magoado assim for!

Vamos a isso 🙂 Continuar lendo “Prêmios #3”

a cara de quem levou tanta porrada

Eu raramente “reblogo” o que quer que seja.
Mas este texto, esta poesia, esta dor em linha…
Isso é “do caraças”.

E todo mundo tem de ter o direito de o ler…
E pensar.
E olhar para si mesmo.
E talvez até chorar.
E no fim, erguer a cabeça, bendizer a própria sorte.
E com menos ou mais porradas, continar.


 

lux et voluptas

queria ter menos cara de quem levou tanta porrada

queria ter a carcaça mais fina

um olhar menos esperando o próximo soco

queria esperar menos o pior de tudo e de todos

queria a dissimulação de quem diz “não, obrigado”

a irrelevância de um estúpido “de nada”

 

eu aguento, mas eu queria mesmo era ter

menos cara de quem levou tanta porrada

 

queria ter a sofisticação de uma infância tranquila

a classe da despreocupação

de um fino vestido longo estampado

ajustado a uma pele branquinha e sem eczemas

a esguiez aristocrática de quem não conhece

o gosto do próprio sangue escorrendo nos lábios

nem do sufoco da espera lastimada

 

eu aguento, mas eu queria mesmo era ter

menos cara de quem levou tanta porrada

 

eu revido sempre

deixo cicatrizes nos outros

aguento bem o tranco

mas eu queria mesmo era

o silêncio de quem esvazia a…

Ver o post original 182 mais palavras

Versatile Blogger Award

Os “prêmios” no universo dos blogs são uma forma engraçada de fazer duas coisas: Indicar outros blogs que nos chamam a atenção e, ao mesmo tempo, dar um pouco mais de visibilidade ao nosso próprio.

A Renata, do blog Mulheres e Mentes indicou o meu blog como um dos preferidos nela, no prêmio “Versatile Blogger Award”. Eu agradeço imensamente a indicação. Na lista de 6 blogs que ela mencionou (podes ver o post aqui), eu sou o único ser humano do sexo masculino presente. Isso é um privilégio e, espero, uma indicação de que eu estou no caminho certo e não deixo que os impulsos machistas, com que a sociedade tentou me moldar ao longo dos últimos 40 anos, prevaleçam sobre a minha capacidade crítica e capacidade de expressão.

Continuar lendo “Versatile Blogger Award”

Tenho um Blog… E agora?

Todo mundo que já começou um blog teve suas razões. Podem ser razões altruístas, políticas, artísticas ou comerciais. Podem até ser razões pessoais. Há quem tenha um blog apenas como válvula de escape. Para quem o ato de escrever transfere os sentimentos para o “papel”, deixando o coração mais leve. Também há aqueles que tem o blog como uma tábua da salvação. Serve para aproximar quando a presença física não é tolerável ou possível.

Independentemente dos motivos que o levaram a ter um blog, há coisas que é preciso saber para não se sentir frustrado e tirar o melhor proveito dessa ferramenta. Vamos a elas?

Continuar lendo “Tenho um Blog… E agora?”

Zumbis e Vampiros Mordendo-se

Fica aqui, como sugestão de leitura, um texto curioso e com alguma piada, do blog Letras Elétricas, principalmente quando menciona os vampiros da obra Crepúsculo. Quem curte terror, filmes de vampiros/zumbis e RPG certamente vai achar interessante.

O autor é o José Geraldo Gouveia, que conheço (não pessoalmente, infelizmente) desde 2009, salvo engano, quando ainda andávamos pela excelente rede social que era o Orkut (Facebook, você não é nada aos pés do Orkut. Morra de inveja).

O texto é uma resposta do José a uma questão feita no site “Quora”, em que há uma detalhada caracterização dos diferentes tipos de Vampiros e Zumbis, de acordo com diferentes tradições. Para quem não conhece, o Quora é uma espécie de Yahoo Respostas, mas muito melhor… rs

Aliás, recomendo não apenas este texto, como todos os outros. Vale a pena conferir e seguir.

Ao contrário do que possa parecer, esta postagem não foi, de nenhuma maneira, inspirada pelo conto “O Ataque dos Zumpiros”, de Alec Silva, mas escrita em 29 de março de 2016 como resposta a uma pergunta do Quora.com Se um vampiro é mordido por um zumbi, nada de realmente bom pode acontecer. Mas o que…

via Zumbis e Vampiros Mordendo-se — Letras Elétricas