Senhor de tudo

O tempo, dizem, cura tudo. Um clichê, eu sei. Mas não deixa de ser verdade. O tempo apaga, e quando não apaga, esbate… Sobra o bom, o agradável. E depois, não sobra mais nada. Porque o tempo tem um destino e todos vamos nos encontrar lá… O tempo, senhor de tudo.

Continue lendo “Senhor de tudo”

Portugal – Eurovisão 2018

Este ano o festival da Eurovisão está a ser realizado, pela primeira vez na história, em Portugal, uma vez que no ano passado, Portugal levou o título com a canção de Salvador Sobral.

Para quem tem preguiça de clicar em links, o festival da Eurovisão é um festival de música onde competem, atualmente, praticamente todos os países europeus. E mais alguns (Israel, Austrália, …).

A maioria das músicas “sucks”, no geral, mas é um festival engraçado e, claro, há sempre músicas fantásticas. Eu nunca quero ver, mas acabo sempre dando uma espiadela. É uma festa lindíssima e o público que vai ao local assistir em direto é, digamos, pouco convencional com a indumentária. Sexta, no metro, estava muito divertido. Continue lendo “Portugal – Eurovisão 2018”

Manuela Não Acreditava no Amor

Porque esse é um dos meus contos preferidos, e muita gente ainda não o conhece…

Vale a pena a leitura. 😉

O Blog do Jauch

Manuela não acreditava no amor. Também não acreditava em gnomos, carros ou dentistas. A verdade é que simplesmente não acreditava. Fosse no que fosse. Aliás, Manuela não tinha nome. Não de nascença, pelo menos. O “Manuela” surgiu já muito tarde em sua curta vida. Somando-se o facto de não acreditar no amor, pode muito bem ter sido culpa do nome que lhe fora impingido, à revelia, a verdadeira causa do seu trágico fim. Quem poderá afirmar com toda a certeza?

Ver o post original 470 mais palavras

Indicações #4

Olá! Esse é um post que eu já devia faz tempo…

Nos últimos meses recebi algumas indicações (ou TAGs), que é uma maneira de fortalecer os laços de amizade entre os blogueiros e também, de dar a conhecer os blogs que nós achamos que vocês, sejam blogueiros ou não, vão gostar.

Então, cá vamos nós! 🙂

Continue lendo “Indicações #4”

O Velho e o Mar – Hemingway e Eu

Uma das minhas histórias preferidas é O Velho e o Mar, de Ernest Hemingway. Uma história relativamente curta, que trata de, bom, basicamente? Um velho que sai pra pescar… E mais não digo. Mas recomendo. Não é a tôa que ele é um dos grandes nomes da literatura mundial.

Recentemente adquirimos uma adaptação em banda desenhada, de Thierry Murat, que é um espetáculo (veja aqui). Continue lendo “O Velho e o Mar – Hemingway e Eu”

SNAZ – Cocaine

E eu me lembrei de uma música: Cocaine.

Gravada por J. J. Cale em 1976, com sua versão mais conhecida numa interpretação de Eric Clapton (que a regravou em 1977 e, mais recentemente, numa versão Unplugged).

Mas essa… Ah… Essa é a minha versão preferida de Cocaine: a dos Nazareth, uma banda Escocesa que, na minha opinião, não tem o reconhecimento que merece… De notar que o vocalista tem uma voz muito peculiar. Continue lendo “SNAZ – Cocaine”

E o orgulho?

(Ou as aventuras de um pai, uma mãe, e um filho…)

E lá estávamos nós os três, a passear no parque, quando o pequenote vê o anfiteatro a céu aberto. Imediatamente dispara:

— Papá, mamã! Vocês sentam que eu vou fazer um espetáculo!

A mãe já corre avisar que ela não vai fazer espetáculo nenhum, ao que o pai concorda e diz que hoje ele também vai só assistir (o pequenote tem a mania que tudo que ele faz todo mundo acha divertido e tem de fazer também). Continue lendo “E o orgulho?”

Dia do Trabalhador

Esta é a segunda vez que eu fala sobre o 1º de Maio, aqui no blog. A primeira você encontra aqui. Recomendo a leitura, para você compreender um pouquinho mais sobre como eu percebo a questão do trabalho no mundo.

E o que mudou de um ano para cá? Pouca coisa. O “posto de trabalho” continua sendo um bem raro e entre aqueles que conseguem um, a maioria morre de medo de perder. Continue lendo “Dia do Trabalhador”

Blog no WordPress.com.

Acima ↑